Webmail
Atendimento: (42) 3622-2000
Facebook Faculdade Guairacá
Instagram Faculdade Guairacá
Youtube Faculdade Guairacá
Twitter Faculdade Guairacá
Linkedin UniGuairacá
Faculdade Guairacá
Novembro Vermelho: UniGuairacá promove palestras de prevenção ao câncer bucal
Novembro Vermelho: UniGuairacá promove palestras de prevenção ao câncer bucal
Imprimir
13/11/2020

Nessa semana aconteceram duas palestras que integraram a campanha Novembro Vermelho, de prevenção ao câncer bucal. A campanha é promovida pelo Colegiado de Odontologia da UniGuairacá Centro Universitário.

Na última terça-feira, 10, a palestra online contou com a ilustre participação do Dr. Laurindo Sassi, que falou sobre ‘Odontologia para pacientes em tratamento oncológico’.

Segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), os fatores de risco mais importantes que podem desencadear o câncer de boca são o fumo e o álcool. Segundo o Dr Sassi, como alerta, deve-se realizar o autoexame uma vez ao mês. Caso apareça manchas brancas, vermelhas, caroços ou feridas, que não desapareçam em 15 dias, o postinho de saúde mais próximo deve ser procurado para que o cirurgião-dentista possa avaliar e conduzir o caso. “Quando falhamos na prevenção e diagnóstico precoce do câncer bucal, o paciente passará pelo tratamento oncológico, onde muitas vezes poderá sofrer mutilações devido o câncer no momento da ressecção cirúrgica”, diz.

Já na quinta-feira, 12, aconteceu a palestra com o Dr. Cassius Torres, sobre ‘Desordens com potencial de malignização oral’. “No câncer de boca, algumas lesões malignas podem passar um tempo sendo precedidas de lesões que não são malignas, mas que têm grande risco de se transformar em um câncer. A isso chamamos de desordens com potencial de malignização oral”, conta o Dr. Cassius.

De acordo com os palestrantes, discutir esses temas é primordial para a conscientização do diagnóstico precoce. Os números de casos de câncer de boca, não só no Brasil, como no mundo todo, são altos e assustam. A doença na maioria das vezes já aparece de forma avançada, fazendo com que o tratamento seja muito limitado. Além das mutilações que os pacientes sofrem, em um local muito difícil de esconder, o rosto fica muito vulnerável, gerando sofrimento.

Confira as palestras na íntegra:

Comentários

Deixe um comentário

avatar
  Cadastrar  
Notificar
Rua XV de Novembro, 7050 - Centro | 85010-000 | Guarapuava-PR
 
CFW Agência Digital