Webmail
Atendimento: (42) 3622-2000
Facebook Faculdade Guairacá
Instagram Faculdade Guairacá
Youtube Faculdade Guairacá
Twitter Faculdade Guairacá
Linkedin UniGuairacá
Faculdade Guairacá
Cruz Vermelha realiza primeira etapa do curso de primeiros socorros, em parceria com a Guairacá
Cruz Vermelha realiza primeira etapa do curso de primeiros socorros, em parceria com a Guairacá
Imprimir
13/06/2016

No último sábado, 11, aconteceu em Guarapuava a primeira etapa do curso de primeiros socorros promovida pela Cruz Vermelha Brasileira – filial Paraná, em parceria com a Faculdade Guairacá.

O evento se dividiu em aulas teóricas e práticas sobre os procedimentos corretos de socorro às vítimas em diferentes situações de emergência, como reanimação cardiopulmonar, manobra para desengasgamento, choque elétrico, queimaduras, envenenamento e acidentes com animais, ferimentos e hemorragias. O conteúdo segue os protocolos internacionais para atendimento na área.

O curso foi ministrado pelo Dr. Eduardo Emerson Fiala, coordenador de programas de saúde para a ONU (Organização das Nações Unidas) voltados para países de terceiro mundo, e uma equipe de apoio da Cruz Vermelha oriundos da Venezuela.

O Dr. Eduardo explicou que o curso de primeiros socorros compreende três módulos, sendo que os dois primeiros são voltados para pessoas com qualquer grau de instrução, que são ou não da área da saúde. “Nesses dois primeiros módulos são abordados temas como massagem cardíaca, manobras de Heimlich, identificação e estabilização de pessoas em estado de choque, identificação e procedimentos com traumas, picadas de insetos peçonhentos, identificação e imobilização de pacientes com hemorragia e estabilização de quadros hemorrágicos”. No dia 1º de julho ocorrerá o segundo encontro, onde serão realizados treinamentos de anatomia humana e injetáveis, com os procedimentos adequados para ministrar remédios via intramuscular. “Vamos trabalhar com o DEA, que é o Desfibrilador Externo Automático, além de identificação e procedimentos para estabilização de fraturas expostas e não expostas, com a utilização de materiais como o papelão e a madeira, por exemplo”.

Na avaliação do Dr. Eduardo, a primeira etapa do curso se mostrou bastante efetiva e vai acarretar uma experiência indispensável para todos os agentes que participaram. “O primeiro dia foi excelente, todos se mostraram bastante dedicados. Esse é o grande diferencial e marca do voluntariado, não importa se está frio ou chovendo, o voluntário faz de coração”.

Comentários

Deixe um comentário

avatar
  Cadastrar  
Notificar
Rua XV de Novembro, 7050 - Centro | 85010-000 | Guarapuava-PR
 
CFW Agência Digital