Webmail
Atendimento: (42) 3622-2000
Facebook Faculdade Guairacá
Instagram Faculdade Guairacá
Youtube Faculdade Guairacá
Faculdade Guairacá
A importância do sono, por docentes e discentes de Ciências Biológicas
A importância do sono, por docentes e discentes de Ciências Biológicas

André Eliseu Batista Guimarães
Murilo Penteado Schreiner
Elisângela de Souza Lima

 

No atual século XXI, onde há uma grande necessidade de produção para gerar a economia mundial, demandamos muito de nosso tempo para conquistar espaço no mercado de trabalho, muitas pessoas passam seu período integral trabalhando e o noturno acaba sendo utilizado em instituições de ensino com o intuito de aperfeiçoar seus conhecimentos e possuir mais reconhecimento no mercado atual que está cada vez mais exigente. Além disso, essa rotina é na maioria das vezes conciliada a uma vida social e familiar. Por estes e outros motivos a nossa saúde é prejudicada pela falta de tempo, não nos alimentamos direito, não praticamos exercícios regulares e passamos por noites mal dormidas. Muitas vezes o sono é subestimado, tratado com menos importância em relação aos demais problemas, todavia devemos ter olhos atentos para esse assunto, pois ele afeta nossa saúde e produtividade mais do que imaginamos.

O ser humano adulto deveria dormir de sete a oito horas por noite – podendo variar de indivíduo para indivíduo – e este sono ocorre em cinco fases, durando de 70 a 120 minutos cada ciclo, em uma noite esse ciclo das cinco se completam de quatro a cinco vezes. As quatro primeiras fases do sono caracterizam-se por descanso muscular e sucessiva redução dos movimentos corporais, ausência de movimentos oculares rápidos, respiração e batimentos cardíacos estáveis. Esses itens vão se atenuando progressivamente, ou seja, cada fase que passa ficam mais intensos. Já a quinta fase do sono chamada de REM ou Rapid Eye Movement (movimento rápido dos olhos) é descrita como o próprio nome diz, os olhos se movem rapidamente, a respiração é desigual e há emissão de sons. Também é nessa etapa do sono que acontecem os sonhos, ao contrário das outras, nessa o sono é mais profundo e é mais difícil do indivíduo acordar.

Mesmo possuindo o privilégio de dormir algumas horas a mais, no fim de semana, por exemplo, muitas pessoas não conseguem descansar e não entendem os motivos, isso pode ser atribuído aos distúrbios do sono e suas várias vertentes, dentre os distúrbios podemos citar: insônia, narcolepsia, apneia, terror noturno, paralisia do sono e outros. Seus sintomas e causas são muito variados, entretanto, existem muitos semelhantes, por isso a qualquer sinal de algum deles devemos procurar um médico e evitar o autodiagnóstico.

Além dos distúrbios do sono possuímos alguns maus hábitos que devem ser levados em conta para que possamos nos reeducarmos, pois os mesmos afetam a qualidade do nosso descanso. Em relação à alimentação devemos evitar ingerir fast- food e alimentos de difícil digestão, além de bebidas como café, refrigerantes e as bebidas alcoólicas, isto em um período de quatro horas antecedendo o sono. Também devemos ter uma hora específica para dormir, pois é de grande importância que nos habituemos a descansar sempre no mesmo horário para que seu corpo e o relógio biológico funcionem com uma rotina. Devemos evitar assistir televisão ou uso de aparelhos eletrônicos antes de dormir. O exercício regular também é consideravelmente importante, pessoas que o realizam conseguem ter uma melhor noite de sono. Além disso, até mesmo a incidência de luz compromete o sono, se o ambiente não estiver suficientemente escuro a liberação da melatonina – hormônio do sono – é comprometida. Por fim, o travesseiro deve ser adequado ao nosso corpo para evitar lesões musculares e auxiliar no relaxamento, e o mais importante: tenha uma boa noite de sono!

Rua XV de Novembro, 7050 - Centro | 85010-000 | Guarapuava-PR